Educação de Qualidade e o melhor: DE GRAÇA !

Educação de Qualidade e o melhor: DE GRAÇA !
Educação de Qualidade e o melhor: DE GRAÇA !

Ensino de Qualidade e Gratuito

Ensino de Qualidade e Gratuito

Total de visualizações de página

CADASTRO PARA ESTÁGIO - ELETRÔ


Deixe seus dados em nosso Banco de Dados para Estágio da Eletrô que ligaremos para você assim que surgir uma vaga no seu perfil. Para isto você precisa estar ESTUDANDO conosco. 

Também neste link existem mais empresas parceiras que oferecem estágios. Repita seu cadastro em todas elas e sempre acesse cada site semanalmente para verificar as oportunidades.


Clique aqui para cadastro Estágio !

Mas se você já é formado pela Eletrô de Mococa, mande seu currículo para o email: emerson.cuvice@etec.sp.gov.br e faremos o seu cadastro no nosso Banco de Currículos, onde as oportunidades serão enviadas diretamente no seu email.

ATENDIMENTO AO ALUNO:

Estágios e Empregos.
O atendimento poderá ser feito através dos canais:

* Telefone: 19-36562052 ou 36562077, informações pelo ramal 208- Coordenação.
* Email: emerson.cuvice@etec.sp.gov.br
* Pessoalmente: neste caso, pedimos por gentileza que ligue na escola antes para confirmar a minha presença, pois as vezes estou em visita externa.

No final deste site tem um formulário eletrônico para entrar em contato comigo se preferir.
Agora os Alunos da Eletrô podem baixar gratuitamente Softwares e Sistemas Operacionais direto da Microsoft.

Aproveitem mais esta vantagem de ser nosso Aluno !!

Obrigatório fazer seu login com a conta do domínio "@etec" para acesso aos programas.

Se tiver algum problema de acesso, procurar pelo Professor Rodrigo Piantino.

Clique aqui



http://www.colegiointerviva.com.br/wp-content/uploads/2013/05/pesq.jpg


 

Através do Link abaixo é possível deixar a sua opinião sobre a Escola Eletrô. Participe !!!!!!



  Clique aqui para acesso à pesquisa


Seis passos para vender uma ideia para o chefe



 
vender uma ideia
por Fernanda Bottoni
Vender uma ideia é um baita de um desafio e são poucas as pessoas que já nascem com aquela veia de comerciante, segundo Fernanda Thees, sócia-diretora da Loite, empresa de orientação de jovens para carreira. O problema é que, na vida corporativa, é preciso vender ideias e projetos o tempo todo, seja qual for a sua área de atuação. “Quem não faz isso demonstra falta de envolvimento e, inevitavelmente, acaba perdendo pontos”, afirma a especialista. Portanto, confira as dicas a seguir e comece a desenvolver essa habilidade vendedora agora mesmo.

1 – Prepare-se. Sua recomendação para quem precisa ser mais convincente na venda é se preparar para esse momento. “É preciso estruturar a ideia, reunir argumentos e preparar respostas para as perguntas que poderão surgir”, diz ela.
2 – Fale na hora certa. Entenda que não é porque você teve uma ideia aparentemente genial que você tem de apresentá-la imediatamente. Também não é porque você passou a noite preparando o discurso que tem de falar na manhã seguinte. “Conheço o caso de uma excelente profissional que apresentou uma ideia muito boa durante uma reunião com o chefe e parceiros externos”, conta Fernanda. “O chefe ficou tão irritado que deu um corte na funcionária e nunca mais quis ouvir falar do assunto.”
3 – Conheça a cultura da sua empresa. Esse é um fator importantíssimo tanto para preparar a sua venda quanto para escolher o momento certo de falar. “Em empresas menos hierárquicas você pode apresentar suas ideias mais livremente, em reuniões com seu chefe, o chefe dele e até o presidente”, diz Fernanda. “Já nas empresas mais tradicionais, você pode se queimar se fizer isso sem antes conversar com seu superior direto.”
4 – Observe a ideia de outros ângulos. Mais um ponto muito importante é pensar se a sua ideia está de acordo com o objetivo da empresa ou mesmo da área em que você trabalha. “Pense como se fosse o seu chefe”, recomenda a especialista. “O que você acharia dessa sugestão se estivesse no lugar dele?”
5 – Consiga aliados. Se a sua ideia for muito inovadora, talvez seja o caso de buscar aliados para o processo de “venda”. Apresente a sugestão para pessoas de sua confiança – antes de levá-la ao chefe. Como um teste mesmo. E, claro, ouça a opinião delas. “Às vezes a pessoa acredita tanto na própria ideia que não aceita críticas e nem vê defeitos. É um perigo.”
6 – Trabalhe a sua credibilidade. “Quanto mais credibilidade você tem dentro de um lugar mais as pessoas ouvem o que você diz”, ressalta a consultora. Isso significa que, no começo, pode não ser fácil apresentar suas ideias e despertar o interesse das pessoas. No entanto, quanto mais você provar que faz um bom trabalho e tem sugestões interessantes, mais simples essa “venda” deve se tornar ao longo do tempo. Vale a pena investir num trabalho de longo prazo.

Origem:  Site Vagas.Com

Erros inadimicíveis em Curriculos :

  Currículo: 5 erros de português que você precisa evitar em seu currículo:

erros de português no currículo

por Fernanda Bottoni
Cometer erros de português no currículo é a forma mais banal de perder de cara pontos com o entrevistador. Isso porque essas gafes podem demonstrar que você não tem domínio do idioma – e possivelmente vai assaltar a gramática também quando estiver falando com um cliente, por exemplo – ou simplesmente que você não prestou atenção ou não deu muita importância ao que estava fazendo quando escreveu o documento.
“O objetivo principal do currículo é despertar o interesse do leitor, por isso é preciso tomar cuidado com o texto, para que ele seja correto e coerente”, afirma Marília Evangelista, sócia da Asap, empresa especializada em recrutamento para diversos níveis de gerência.
Confira a seguir os erros que mais frequentemente são encontrados nos currículos e, por favor, preste atenção para não repetir nenhum deles.
1 – Erros de ortografia e digitação. Segundo Marília, eles são os mais comuns no currículo e – embora pareçam bobagem – podem, sim, fazer um candidato desatento perder alguns pontos na avaliação.
2 – Pontuação. Outro problema recorrente é a falta de vírgulas no texto corrido. “São frases sem fim e, muitas vezes, sem coerência”, diz ela. Dica: use vírgulas para estruturar o texto, como se fossem aspas, que você deve abrir e fechar. Se achar que não domina o assunto, utilize frases curtas e objetivas. Assim: sujeito, verbo, complemento. Não tem erro. Também vale dividir os assuntos em tópicos, o que ajuda a organizar as informações e facilita a vida de quem vai ler.
3 – Vírgula entre sujeito e verbo. Vírgula NUNCA deve separar o sujeito do verbo – mesmo quando parece que o leitor precisa de uma pausa para respirar naquele momento. Por exemplo: “Os projetos, trouxeram resultados positivos”. É um erro grave que demonstra falta de domínio da linguagem escrita.
4 – Plural é plural. Mais um erro básico que acaba queimando o filme de muita gente boa é não utilizar o plural da forma correta, tanto no uso do “s” quanto na concordância verbal. Um erro bem comum, aliás, é deixar o verbo no singular quando o sujeito vem depois dele, no plural. Por exemplo, quando você escreve no corpo do email “Segue as cartas de recomendação…”. O correto é “seguem as cartas”, no plural, ou “segue a carta”, no singular.  Atenção também quando a frase é longa. Nada de dizer “A área de RH das empresas eram importantes “, ok? A “área de RH”, núcleo do sujeito da oração, está no singular e é também no singular que o verbo deve ficar.
5 – Uso incorreto do verbo “haver”. Muita gente também tropeça nessa hora porque se esquece de que “haver” no sentido de existir não tem sujeito, por isso fica sempre na terceira pessoa do singular. “Há dez problemas”, “houve dez problemas”, “haverá dez problemas”. Vale o mesmo quando os verbos “haver” e “fazer” indicam tempo. “Faz um ano”, “faz mil anos”, “havia um ano”, “havia mil anos”, sempre no singular.